"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?"
Saramago

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

II

Papoilas

(liberdade)






No princípio dos tempos, todas as papoilas eram amarelas da cor do sol, para que os homens não se esquecessem de transmitir calor e alegria aos seus semelhantes… Porém, um dia, certa rainha, caprichosa, mandou pintar todas as papoilas do seu reino de vermelho… 


Os Arautos do rei percorreram o reino, tocando cornetas e lendo os éditos, e todas as papoilas foram pintadas de vermelho.

Estupefactos, os deuses assistiam, incrédulos, aos caprichos da rainha. Ordenaram, então, que o sol se apagasse e, naquele exacto instante, o reino ficou às escuras…

Muitos anos se passaram, até que um dia o sol surge, timidamente, por trás de uma montanha, iluminando a terra. Vermelhas eram as papoilas… mas … 

…mas ...

Algumas permaneciam amarelas para que os homens não se esquecessem de transmitir calor e alegria aos seus semelhantes… 


(histórias sem pés, nem cabeça – Liberdade)

1 comentário:

  1. Era uma vez uma papoila amarela! Conhecemos bem a historia e pela sua beleza destaca no meio de todas as historias... Parabéns

    ResponderEliminar

este blogue destina-se a crianças, por favor use uma linguagem equilibrada